9 de fevereiro de 2012

Justiça alemã libera venda do Galaxy Tab da Samsung


O Galaxy Tab não se parece com uma cópia do tablet da Apple, determinou um tribunal alemão, confirmando uma avaliação preliminar e causando novo revés judicial para a Apple.


A Apple está combatendo diversos fabricantes rivais de celulares inteligentes e tablets em tribunais de vários países, em processos sobre propriedade intelectual.

A Samsung mudou o design de seu Galaxy Tab 10.1 para o mercado alemão -dando-lhe o nome de Galaxy Tab 10.1N- para contornar uma liminar de proibição de venda imposta por um tribunal do país em setembro. A Apple contestou a nova versão.

O tribunal de Düsseldorf determinou nesta quinta-feira que existiam "diferenças claras" entre o Galaxy Tab 10.1N e o iPad.

A batalha da Apple contra a Samsung, cujos tablets utilizam o sistema operacional Android, do Google, vem sendo especialmente amarga, já que a linha Galaxy é vista como principal rival dos produtos móveis da Apple.

Em uma batalha mundial sobre propriedade intelectual, a Apple alega que a linha de celulares inteligentes e tablets Galaxy copia "descaradamente" o celular e o tablet produzido pela empresa, e abriu processos contra a companhia sul-coreana nos Estados Unidos, Austrália, Japão e Coreia do Sul, além de na Europa.

Mas diversos países, entre os quais Holanda, Estados Unidos e Austrália, decidiram autorizar a venda do Galaxy, apesar da contestação.

A Samsung, que é fornecedora da Apple além de sua concorrente, está tentando derrubar a liminar que proíbe a venda do Galaxy Tab original na Alemanha, e busca outras maneiras de combater a Apple.