16 de abril de 2013

Justiça Americana Analisa Conceder Pantente Sobre o DNA Humano

Depois da Apple ter patenteado os cantos arredondados, segundo informações veiculadas no portal da BBC Brasil, um laboratório americano está tentando patentear o DNA humano, isso mesmo que você leu, estão tentando patentear os genes humanos. Nada é tão ruim que não possa piorar.


Para quem não conhece, o ácido desoxirribonucleico (ADN, em português: ácido desoxirribonucleico; ou DNA, em inglês: deoxyribonucleic acid) é um composto orgânico cujas moléculas contêm as instruções genéticas que coordenam o desenvolvimento e funcionamento de todos os seres vivos e alguns vírus. O seu principal papel é armazenar as informações necessárias para a construção das proteínas e ARNs. Os segmentos de ADN que contêm a informação genética são denominados genes. O restante da sequência de ADN tem importância estrutural ou está envolvido na regulação do uso da informação genética.

O processo que a empresa Myriad Genetics moveu está sendo discutido na Suprema Corte dos Estados Unidos e caso a Myriad consiga registrar a patente, concorrentes do setor só poderiam utilizar as mesmas cadeias genéticas para elaborar um diagnóstico pagando para licencia-las.

A patente reivindicada são de dois genes, um  ligado ao câncer de mama e outro ao de ovário.A partir deles o laboratório criou um exame para encontrar mutações nestes genes que podem aumentar o risco de desenvolver os dois tipos de câncer citados acima. 

O processo termina no mês de junho e o resultado deve causar um imenso impacto na indústria farmacêutica dos Estados Unidos, um nicho de mercado que movimenta bilhões de dólares.





Fonte: BBC Brasil