22 de setembro de 2012

Festa do Facebook acaba com 34 presos e 29 feridos


Usuários do Facebook destruíram vidros e garagens de algumas casas, saquearam um supermercado e destruíram sinais de trânsito e postes da luz


A "festa do Facebook" na cidade holandesa deHaren terminou com 34 presos e 29 pessoas levemente feridas, entre eles três policiais.

Na noite desta sexta-feira, entre 3 mil e 4 mil usuários do Facebook foram para a cidade em reposta a um convite para uma festa de aniversário que uma adolescente enviou por engano por meio do Facebook para milhares de contatos, que por sua vez encaminharam aconvocação para outras pessoas.

A concentração acabou em choques entre a polícia e os jovens, que atiraram bicicletas, garrafas e pedras nos agentes de segurança, que responderam com gás lacrimogêneo e bombas de fumaça. Por volta das 3h local, a polícia conseguiu dispersar os jovens, que destruíram vidros e garagens de algumas casas, saquearam um supermercado e destruíram sinais de trânsito e postes da luz.

O prefeito de Haren, Rob Bats, qualificou hoje em entrevista coletiva de "ralé" os causadoras dos distúrbios e afirmou que eram "muito violentos" e estavam "bem preparados".

Por sua parte, o comissário-chefe da cidade de Groningen, Oscar Dros, assegurou que "a violência contra a polícia foi extrema". A prefeitura de Haren (cidade com cerca de 18 mil habitantes) pediu neste sábado por meio de sua página na internet que os moradores apresentem denúncias e entreguem para a polícia fotografias ou vídeos que ajudem na identificação dos envolvidos nos atos de vandalismo.

Methe, a adolescente que queria celebrar seu 16 anos com poucos amigos e sua família, se deu conta nesta semana que seu convite, no qual tinha dado seu endereço, havia sido enviado para milhares de usuários do Facebook.

Apesar de a festa ter sido cancelada, os jovens foram para o local marcado mesmo assim. As autoridades locais, por sua parte, decretaram estado de alarme na cidade, já que cerca de 10 mil pessoas anunciaram que iriam para a festa.

A rua onde fica a casa da adolescente foi fechada e cercada pela polícia. A família da jovem deixou seu lar como medida de segurança. Além disso, a entrada da cidade foi fechada ao longo da madrugada para impedir que mais pessoas fossem para a comemoração.

Fonte: EFE, Terra