2 de agosto de 2012

Review do Game Batman Dark Knight Rises


Se você ainda não foi ao cinema conferir o último episódio da trilogia do Batman do diretor britânico Christopher Nolan, eu aconselho a você a não fazer download, pois o game é recheado de spoilers do filme,  que de certa forma me deixou com aquela sensação de já ter visto antes. Outro coisa que chama atenção é o tamanho do game, são quase 2GB.


O game traz um sistema de combate eletrizante e coloca o usuário no centro da ação, tudo isso graças ao movimentos variados e efeitos cinematográficos empregados. O gamer pode pegar itens escondidos no cenário e liberar melhorias e novas habilidades para o homem-morcego.

The Dark Knight Rises ao todo vem com seis capítulos (com várias missões em cada um deles) É possível explorar toda  Gotham City e seus diferentes distritos espalhados por um enorme mapa. Bata em bandidos em locais diversos, passeie pelos telhados, estações de metro e interiores de arranha-céus de Gotham. Os gráficos são excelentes e ajudam  na imersão total no universo sombrio do Batman.

A trilha sonora de Batman acentua a ação, dando um tom de drama e perigo. O game salva automaticamente,  então se você falhar em alguma missão, não precisará começar tudo de novo.

Mesmo sendo um game relativamente pesado rodou perfeitamente no meu Xperia PLAY, a Gameloft foi bem feliz na adaptação para o gamepad do PLAY, deixando Dark Knight Rises com jeitão de console, mesmo sendo um game desenvolvido para plataformas móveis.

Para quem não tem um Xperia PLAY e vai ter que usar a tela como gamepad, sentirá um certo inconveniente com a câmera. Como não existe controle físico igual do Xperia PLAY para que você sinta quando seu dedo deslizar para fora do botão, você constantemente vai acidentalmente deslizar a tela, o que muda a câmera. 

The Dark Knight Rises pode ser adquirido na Google Play  e   App Store.