25 de agosto de 2012

Deixar de dormir para estudar mais atrapalha o desempenho





O estudo  de uma Universidade americana revela que deixar de dormir para estudar mais não faz bem. Alunos que não dorme direito em véspera de testes, por exemplo, apresentam um desempenho acadêmico pior. Esse resultado, segundo os autores da pesquisa, ocorre independentemente do quanto o estudante se dedica aos estudos no dia-a-dia.

Não pense que a partir de agora você poderá diminuir o ritmo dos seus estudos. Segundo Andrew Fuligni, uns dos autores da pesquisa. “O sucesso acadêmico depende de estratégias que evitem o sacrifício do sono. É preciso manter um mesmo horário dedicado ao estudo todos os dias e aproveitar ao máximo as horas em que fica na escola”. 

A pesquisa  que foi publicada recentemente no periódico Child Development  foi feita  durante duas semanas, com 535 estudantes de 14 a 18 anos que relataram quantas horas estudavam e dormiam diariamente, e se haviam passado por alguma dificuldade na escola durante esse período (não compreenderam alguma matéria dada em aula, tiraram notas baixas em provas ou não conseguiram fazer a lição de casa). Os participantes que sacrificaram o sono para estudar mais, mesmo que tenham estudado durante mais horas do que os outros, apresentaram piores notas nas provas e maiores erros nos exercícios de lição de casa.